quarta-feira, 29 de abril de 2009

Casa Elevada- roteiro e desenhos Carlos Ferreira(original 2003)


Pg1

Pg2

pg3

pg4

pg5

pg6

4 comentários:

Jerri Dias disse...

Não sei se encaro esse tipo de obra como arte sequencial. Acho que esse tipo de obra tem mais valor em aglerias do que em gibis, já que cada página, na minha opinião, pode ser vista separadamente do todo sem que isso prejudique seu impacto ou idéia.

Carlos Ferreira disse...

Gysin, inspirando a William Burroughs, disse que o romance estava cinqüenta anos atrás da pintura. Gysin sugeria a técnica do cut-up e Burroughs a levou ao extremo. Acredito que as histórias em quadrinhos estão ao menos 50 anos atrás de tudo. Ainda resiste essa convenção do século passado (referindo-se então ao séc. XIX) de ‘contar uma história’, que não vai mais com a maneira de pensar das pessoas atualmente nem com o tipo de imagem que consomem. Eu gostaria de destruir os elementos base da histórias em quadrinhos, as vinhetas, tudo o que se dê por não dito.


Grant Morrison

Ethon disse...

Paradoxos curiosos soando como labirintos sem fim mobilizando alguns argumentos interessantes e réplicas válidas em torno a mais um trabalho incompleto (também me acho autoridade no assunto), mas cuja vaga, ou mesmo confusa textualidade, atravessa algumas páginas, Jerri, eu diria, ainda que chegando para confundir propondo luta com regras esotéricas

Mascarado disse...

"E se algué tirar quaisquer palavras do livro dessa profecia, Deus tirará a sua parte da Árvore da Vida, e da Cidade Santa, que estão escritas neste livro."
Apocalipse Cap.22 V.19