terça-feira, 18 de novembro de 2008

PeekaBoo 4



Os Intocáveis na foto selaram um pacto contra os gangsters e disseram:

- É guerra?
- Certo, declaramos guerra à mesmice, ao clichê e a linha de produção vampiresca.
- O mundo de consumo dessa falida globalização tece uma crise mundial onde as galinhas apavoradas vão comendo toda a ração enquanto a água vai sendo evaporada das reservas naturais para os tanques vazios de petróleo roubados no Iraque. Essas criaturas bebem por indução à nossa fonte criadora enquanto trocam o prólogo por o epílogo. Mas nós, submergimos para depois emergir bravos com a idéia da revolta.
- Reações de energia quântica propulsora do tecido imaginativo do universo explodem maravilhosas histórias em quadrinhos nas nossas cabeças.

Dizem os bufões-ronins reunidos na fotografia acima.

- Nós, Peekaboo, um grupo de artistas, iremos cortar mais uma vez o ritmo merengue poser rocker para uma área enlouquecida da orquestra clássica de vanguarda. Somos grafistas de identidade. Vamos publicar a Peekaboo 4. Estão preparados para isso?

- Sim, falta humildade da minha parte quando digo que vamos fazer a melhor revista em quadrinhos já produzida. Original, textual e de desenho único.
- Uma energia química, ou termo nuclear, uma força que vai romper o tecido do espaço tempo transmigrando do passado para o futuro a anarquia de uma geração que tremeu as bases do grafismo nacional e internacional na Bienal de Quadrinhos do Rio de Janeiro. Peekaboo foi considerada a melhor revista independente dos quadrinhos pelo próprio Will Eisner, por Alberto Breccia, José Muñoz, Felipe Cava, Carlos Sampayo e Moebius na Bienal Internacional de Quadrinhos do Rio de Janeiro.
- Isso exatamente há 17 anos.
- Agora ela volta para honrar esse mérito para uma nova geração de leitores e seu fiel público, gente. É hora de impor respeito!

- Rafael Sica. Fabiano Gummo. Walter Pax. Rodrigo Rosa. Moacir Martins. Leandro Adriano. Nik. Carlos Ferreira. E mais...

- Peekaboo 4 em maio de 2009. Vai explodir o território dominado pela nação de zumbis, os brazuquinhas gringos.

- Estão realmente preparados para isso?

7 comentários:

Rafael disse...

Putz, só em maio?!
Esperemos, esperemos.

Walter Pax / Illustrator disse...

"Não!Esse povinho ignorante não está pronto pra melhor revista em quadrinhos já produzida.Alan Moore? Frank Miller? Nunca ouvimos falar. Nada existe além de nós , os Paladinos Desenhistas, que vieram salvar o quadrinho mundial dessa mesmície e tédio imbecilizantes.Vamos dar uma bela surra nesse pessoal arrogante que acha que sabe o que faz. Eles não sabem nada!Pobres idiotas! A verdade reside em nossos traços e idéias ,e os infiéis cairão ante nossa espada!Quem precisa de Eisner Awards quando o próprio Willie já nos sagrou vencedores dessa guerra sagrada?" Ai, ai Carlos, pelo jeito , dezessete anos não te mudaram em nada...Sabe aquela máxima do Nietzsche que diz "Cuidado aquele que combate monstros, para que ele mesmo não se torne um monstro"? Acho que é uma ótima reflexão pra esse teu momento "Egontripcaos"...é bom lembrar que a guerra é feita de mais do que tapinhas de luva, meu amigo.Primeiro lutamos, depois fincamos a bandeira.Não dá pra fazer o contrário... e nunca ninguém venceu guerra nenhuma só com bandeira!Aliás, que porra de guerra é essa mesmo de que só tu fala?

leandro disse...

Walter, guardemos a tua filosofia para outra hora, mentindo até que a mentira vire verdade, já que Eisner, Breccia e Moebius estiveram presentes apenas na 1ª Bienal, em 1991, e PEEK-A-BOO surgiu na 2ª, em 1993: "Peekaboo foi considerada a melhor revista independente dos quadrinhos pelo próprio Will Eisner, por Alberto Breccia, José Muñoz, Felipe Cava, Carlos Sampayo e Moebius na Bienal Internacional de Quadrinhos do Rio de Janeiro."

leandro disse...

Walter, guardemos a tua filosofia para outra hora, mentindo até que a mentira vire verdade, já que Eisner, Breccia e Moebius estiveram presentes apenas na 1ª Bienal, em 1991, e PEEK-A-BOO surgiu na 2ª, em 1993: "Peekaboo foi considerada a melhor revista independente dos quadrinhos pelo próprio Will Eisner, por Alberto Breccia, José Muñoz, Felipe Cava, Carlos Sampayo e Moebius na Bienal Internacional de Quadrinhos do Rio de Janeiro."

Carlos Ferreira disse...

Uma correção, a PeekaBoo 1, surgiu em 1991 recebeu prêmio junto com a Panacea, a PeekaBoo 2 foi também premiada na 2 Bienal de Quadrinhos em 1993.

Carlos Ferreira disse...

Walter!
É terrorismo!
Começa com o monólogo "Egontripcaos"...
depois a queda das Torres Gêmeas.
Há guerra está aí, em todos os lados, basta abrir os olhos.

leandro disse...

Leandro diz:
qual foi o premio da peek a boo 2?
carlos diz:
93.
Leandro diz:
93 reias?
carlos diz:
ganhamos só o título de melhor revista ind.
Leandro diz:
e na bienal de 91? a mesma coisa?
carlos diz:
sem estatueta e sem grana.
carlos diz:
hahahaha
carlos diz:
mas quando se é guri a emoção é tudo.
Leandro diz:
tipo, alguém gritou no meio da multidão e só tu ouviu? rsrs
carlos diz:
não. foram os autores no palanque com uma lista dos premiados.