quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Super Obama!


Ontem foi uma noite Sopranos. Dois cafas no submundo filosofando o futuro do planeta. Falo de Rodrigo Rosa e eu. Fomos até o escritório do Tony Soprano enquanto o Barack Hussein Obama era oficialmente confirmado o novo presidente do EUA!
“Grande ironia do destino, os EUA ter um presidente norte-americano com esse nome.”, disse o Rodrigo Rosa ontem em um inferninho.
“É a Black Power, hermano Rosa. Demorou, mas...”
Sim, foi mais um momento que todos nós vivemos da história mundial. Quem diria? Um presidente negro no EUA. Foi como ver o homem pisando na lua. O planeta todo parou.
Lembro da sensação de pessimismo que eu tive depois das quedas das Torres. O falado fim dos tempos na série de tevê Millennium de Chris Carter. Mas com o Obama há um fôlego novo, um clima de otimismo em uma época de trevas.
Isso vai se refletir nas histórias em quadrinhos, amigos. Nos Comics e nos Gibis. Em breve o mercado dos Comics deve se fechar para a produção estrangeira. Menos desenhistas brasileiros vão desenhar para os EUA. Com o Obama serão centradas as oportunidades de trabalho no povo norte-americano. Isso não deve só acontecer com os comics, mas com diversos produtos de exportação brasileira que põe em risco o trabalhador dos EUA. O Dolar não deve sair como antes das fronteiras da América. Medidas serão tomadas, a principal regra desse governo é prestigiar o trabalhador norte-americano. Vai ser assim com tantos produtos brasileiros. Tal mudança devido à crise econômica norte-americana.
Não significa que não vamos ver desenhistas brasileiros no mercado gringo, mas vai ser um mercado mais competitivo para se ter os brasileiros nas editoras. Acho isso bem bom, vai gerar mais competividade. Vai ter muitos estúdios e agenciadores de desenhos quebrando no Brasil. Quem sabe assim o gado brasileiro aprede a olhar o seu próprio país e começe regassar as mangas na busca de uma identidade própria para os nossos quadrinhos. Então ao invés de John, Jack e Stevie teremos João, José e Esteves.
Preparem-se, isso a partir de 2010. Quem quiser seguir uma receita para sobreviver essa revolucionaria mudança, melhor ser mais criativo. A época de puta barata está com os dias contados.

3 comentários:

Walter Pax / Illustrator disse...

Beleza esse texto,Carlos! Só não precisava dizer que a tirada do Rodrigo foi feita num inferninho.Se as suas "senhoras" lêem isso aí, vocês é que vão ter que pedir asilo nos EUA!

Carlos Ferreira disse...

Cara, o inferninho era a Lancheria do Parque e não aqueles inferninhos que tu tá acostumado a ir.
Hahahaha!

Sacoleiro disse...

Gostei da comparação com o espetáculo lunático, acho mesmo que levamos baita vantagem com o atual, que dá mais o que falar... até sobre Comics, ora hora. Prá variar estou descornado com uma comprinha infernal, plagiária de gibis de Demolidor em que apostei, afins de jogar umas tortas na cara de uns gringófilos que não as recebem como pedradas, para não falar em telhados de vidro. Quando é que tu vais botar a "HELLBRAZIL" no forno, heim, heim???